fbpx

Placas de silicone e bruxismo: entenda a relação

Botox para tratamento das dores de cabeça
Botox para tratamento das dores de cabeça – Cuidados necessários
julho 13, 2021
Conheça os gatilhos que podem estar associados às suas dores de cabeça
Conheça os gatilhos que podem estar associados às suas dores de cabeça
agosto 20, 2021
Exibir tudo

Placas de silicone e bruxismo: entenda a relação

Placas de silicone e bruxismo: entenda a relação

Segundo estudos epidemiológicos, 80 a 90% da população (adulta e criança) apresenta sinais e sintomas do bruxismo, porém só 5% a 20% destes indivíduos têm consciência deste hábito.


Criamos este artigo para alertá-los sobre o uso indiscriminado das placas de silicone para o tratamento de bruxismo do sono e suas consequências.

Aprenda a identificar o bruxismo

Muita gente ainda não sabe que o bruxismo é um distúrbio que pode ocorrer tanto durante o dia, quanto durante a noite.

À noite, o bruxismo se manifesta principalmente durante o sono leve, pelo ranger dos dentes ou pelo tensionamento intensivo das mandíbulas, é bastante intenso porém pouco frequente (10 minutos numa noite de 8 horas para quem tem um sono “bom”).

Já no bruxismo de vigília, a pessoa comete essas ações no decorrer do dia, sem perceber. Esse bruxismo se caracteriza pelo apertamento dos dentes e tensionamento dos músculos de forma pouco intensa porém muito frequente, principalmente em momentos de estresse e concentração.

Este hábito pode gerar disfunção na ATM (articulação temporomandibular) e dores na região da cabeça e da face.

Por isso é importante consultar um especialista e entender as causas do seu problema, para ter um diagnóstico correto, e tratar as raízes de suas dores.

Sinais e sintomas de bruxismo:

  • Cefaleia tensional com pico no final da tarde;
  • Boca dolorida e músculos da face pesados;
  • Estalos ao abrir e fechar a boca;
  • Zumbido no ouvido;
  • Dentes danificados e sensíveis;
  • Morder a língua e a bochecha com frequência;
  • Dores de cabeça, no pescoço e ombros.

Além de ser uma das causas da DTM (disfunção temporomandibular), o bruxismo pode alterar o humor, a concentração e a qualidade de vida do paciente. Sendo assim, é de extrema importância procurar um profissional em dor orofacial, antes de comprar ou mandar confeccionar uma placa de silicone.

De fato, se a causa certa não for tratada, você pode agravar uma situação e isto pode te gerar desconfortos físicos, emocionais além de custos adicionais.

Entenda como funcionam as placas de bruxismo

As placas para bruxismo, também conhecidas como placa de mordida ou miorrelaxante, são feitas de dois materiais: acrílico e silicone.

Elas são feitas sob medida para ter o formato exato da sua arcada. As placas são removíveis e têm como função proteger os dentes contra os atritos causados pelo bruxismo.

Para evitar sangramentos nas gengivas e dores, a placa precisa ser confeccionada da maneira certa e por um profissional, que levará em questão as seguintes características:

  • Espessura da placa;
  • Material da placa;
  • Tipo da placa;
  • Tempo de uso;
  • Caso do paciente.

Depois de analisar o quadro do paciente, o dentista responsável decidirá qual é o melhor tipo de placa para bruxismo. Assim que diagnosticado o problema e o nível dele, o especialista poderá decidir a espessura, o material, a frequência de uso e assim desenhar o melhor esquema terapêutico para o paciente.

Uma placa para bruxismo mal confeccionada pode gerar danos à arcada dentária, dores nas articulações e na face, e até mesmo causar migração dentária. Lembrando que a placa de mordida é uma medida preventiva e deve ser acompanhada por outros métodos de tratamento.

Para complementar, o especialista pode notar a necessidade do uso de medicação, instruir técnicas para ajudar a combater a dor orofacial e terapia psicológica – já que distúrbios emocionais podem causar o bruxismo.

Tipos de placas para bruxismo

Existem as placas macias (de silicone) e as rígidas, feitas de acrílico. A placa de silicone é a menos indicada para pessoas com bruxismo, por ser feita de um material que pode potencializar este hábito e ser facilmente perfurada, devido a força dos apertamentos.

Queremos incluir nesta lista, o dispositivo DIVA®, criado pelo Dr. Alain Haggiag. O dispositivo DIVA® vem se mostrando bastante eficaz no tratamento para o bruxismo de vigília (durante o dia), apresentando melhora de 80% nos primeiros 30 dias de tratamento.

A escolha para cada tipo de placa, é exclusiva de um especialista em dor orofacial, levando em consideração a necessidade do paciente.

Contudo, para mantê-los informados, explicaremos cada tipo de placa para bruxismo.

Placa de silicone no tratamento de bruxismo

As placas de silicone são confeccionadas de forma parecida com as técnicas caseiras das moldeiras de clareamento dental, elas são ajustadas seguindo o contorno de todos os dentes.

Pelo fato de serem mais macias, as placas de silicone são consideradas mais confortáveis pelos pacientes. No entanto, o tempo de uso da placa de silicone deve ser temporário, até que uma placa rígida seja confeccionada.

Devido a fricção que ocorre, as placas de silicones podem rasgar mais facilmente e por ser macia, a placa de silicone pode estimular o apertamento dos dentes e aumentar o bruxismo.

Além disso, o uso prolongado da placa de silicone para bruxismo pode causar mau hálito. Por causa da proliferação de bactérias que podem ser favorecidas, em razão do silicone ser um material poroso.

Por esse motivo que as placas de silicones só devem ser indicadas para um curto período de tempo.

Quando se trata de aparelho para bruxismo, é preciso ter muita atenção e auxílio de um profissional especialista em DTM e Dor Orofacial, pois o dispositivo errado pode intensificar os sintomas e agravar o distúrbio.

Placa de acrílico no tratamento de bruxismo

A placa mais comum na utilização para o tratamento de bruxismo, segue sendo feita de acrílico.

Com superfícies lisas, elas têm como objetivo dar liberdade ao movimento da mandíbula. Sendo assim, os dentes deslizam sempre que forem realizar uma tentativa de ranger os dentes.

Depois de confeccionada, o dentista faz vários ajustes até que a placa se acomode perfeitamente na pessoa, e assim não lhe traga desconforto.

Importante salientar é que essas placas não tratam de fato o bruxismo, que é um distúrbio a nível do sistema nervoso central, mas protegem os dentes dos desgastes decorrentes do atrito. O uso delas tem que respeitar um protocolo terapêutico desenhado pelo profissional e que levará em conta a evolução dos sinais e sintomas do paciente. Por isso, o acompanhamento do especialista é crucial durante todo o tratamento. Não pode apenas colocar a placa e “sumir”.

DIVA® para tratamento do bruxismo de vigília

O bruxismo de vigília é aquele que ocorre durante o dia. Muitas causas podem levar ao bruxismo diurno, incluindo estresse e maus hábitos.

O dispositivo DIVA® foi criado pelo Dr. Alain Haggiag – responsável pelo tratamento LIVA.

Diferente dos outros aparelhos que são recomendados para serem usados à noite, o DIVA® deve ser usado durante o dia. Dessa forma, o apertamento dos dentes é monitorado em tempo real. Com o biofeedback, o paciente deixa, depois de algum tempo, de efetuar o movimento do bruxismo.

Esse aparelho próprio do tratamento LIVA é inserido entre os quatro últimos dentes, dando conforto e alívio ao distúrbio do bruxismo diurno.

Ao reeducar o hábito de tensionar as mandíbulas, muitos sintomas desaparecem, como as dores de cabeças, os estalos na boca, zumbidos no ouvido, além de outros sintomas que acompanham o bruxismo de vigília.

Para saber mais sobre o dispositivo DIVA®, leia este artigo.

Saiba como o uso incorreto da placa de silicone pode te afetar

Apesar de não ser um dos meios mais eficientes no controle do bruxismo, um estudo realizado na Suécia, mostrou que muitos dentistas ainda utilizam a placa de silicone.

Alguns motivos que têm levado os dentistas a utilizarem esse meio é a facilidade e o custo, em vista que a placa de silicone é mais barata e fácil de ser produzida.

Além dos dentistas, as pessoas passaram a comprar por conta própria as placas de silicone, ou até mesmo moldes para branqueamento e tem usado esses dispositivos de forma errada, podendo agravar os problemas.

Efeitos colaterais de uma placa para bruxismo inadequada:

  • Ronco;
  • Dentes doloridos após o uso da placa;
  • Dores na região da face;
  • Alteração da mordida;
  • Desalinhamento dentário;
  • Má disposição da mandíbula;
  • Desenvolver disfunções na ATM;
  • Aumento do bruxismo.

Busque tratar as causas do bruxismo

As placas para bruxismo não trazem uma cura para o problema, elas servem apenas para proteger seus dentes do desgaste que pode ocorrer devido ao rangimento dos dentes.

Esse tensionamento constante pode trazer uma disfunção na ATM, dores de cabeça e na nuca, desconforto para mastigar, entre outros sintomas do bruxismo.

Para evitar o desenvolvimentos desses sintomas, é preciso descobrir a causa do problema e tratá-lo da forma certa, para que você tenha qualidade de vida.

Causas mais comuns do bruxismo:

  • Hábitos;
  • Estresse;
  • Ansiedade;
  • concentração
  • Hiperatividade;
  • Doenças sistêmicas;
  • Efeito colateral de medicamentos.

Por que procurar um profissional em dor orofacial?

Realizando uma anamnese detalhada, um exame clínico completo e exames como eletromiografia, o especialista em dor orofacial será capaz de identificar qual é o melhor tratamento para a sua situação.

Com o diagnóstico em mãos, o profissional indicará o melhor tratamento. E se houver a necessidade de uma placa para bruxismo, ele vai informar para você se a placa será usada durante a noite, para o bruxismo do sono, ou durante o dia, para o bruxismo de vigília.

Tratamento LIVA para bruxismo de vigília

O tratamento da LIVA tem mostrado muita eficiência no tratamento do bruxismo de vigília. O aparelho DIVA® ajudou mais de 2000 pessoas a recuperarem sua qualidade de vida.

O tratamento não é invasivo, é reversível, sem uso de medicamentos e sem contra indicações.

O DIVA® tem a função de desprogramar o reflexo neuromuscular que é responsável pela contração inconsciente dos músculos da face.

Com esse monitoramento em tempo real, o paciente consegue identificar os motivos e os momentos que o levam a tensionar a musculatura facial.

Para saber mais sobre o tratamento da LIVA, clique aqui.

Conclusão sobre as placas de silicone no tratamento para bruxismo

O uso de placas para bruxismo do sono é uma medida para prevenir um agravamento da situação, mas não é a solução dos problemas.

Em relação ao tratamento do bruxismo de vigília, o protocolo Liva tem se mostrado muito eficiente na reversão do hábito.

Você precisa descobrir o motivo das suas dores de cabeça, para focar o tratamento nas causas e não nos sintomas.

Ou seja, não adianta comprar uma placa para bruxismo na internet, ou fazer uma você mesmo. Você poderá causar um problema maior para sua saúde.

Por isso, busque a ajuda de um profissional especialista em dor orofacial, para que ele possa te orientar o melhor caminho! Tendo o diagnóstico certo, você melhora a sua saúde, poupa tempo e dinheiro.

Qualquer dúvida, entre em contato com a nossa equipe!

Precisa de ajuda? Converse Conosco