História do Tratamento LIVA

O bruxismo de vigília é uma das principais causas da dor de cabeça tensional.

A principal características das pessoas que sofrem do bruxismo de vigília – ou bruxismo diurno, como também é chamado – é o tensionamento inconsciente dos músculos da face e da cabeça (temporal e masseter, principalmente), fundamentais na sustentação da mandíbula.

E o tratamento que tem se tornado mais eficaz no combate ao bruxismo de vigília, é o Tratamento LIVA, desenvolvido através de muitos estudos, pelo especialista em dor orofacial, Dr. Alain Haggiag.

Entre pesquisa e atendimento ao público, o tratamento LIVA está a quase 15 anos devolvendo a qualidade de vida daquelas pessoas que tiveram sua rotina interrompida, devido às dores de cabeça constantes.

Conheça abaixo a evolução do Tratamento LIVA!

História do Tratamento LIVA – Linha do Tempo

 

Em 2004 – durante sua pós graduação em dor orofacial na Universidade de Paris, Dr. Alain Haggiag iniciou sua pesquisa sobre o bruxismo de vigília.

Em 2007 – Dr. Alain retornou ao Brasil e deu seguimento na pesquisa na USP e no HC- FMUSP.

Em 2016 – Após 12 anos de pesquisa, o primeiro paciente foi tratado usando o DIVA®, sigla para Dispositivo Interoclusal de Vigília. Tal feito foi registrado na Isto é, como sendo um novo alívio para o bruxismo diurno.

Em 2018 – Já haviam mais de 100 casos atendidos e mapeados. Com isso, publicações em revistas internacionais atestaram a eficácia do DIVA® no controle do bruxismo de vigília e de suas consequências, como cefaleia, enxaqueca, disfunção da ATM, mialgia do masseter e temporal, cervicalgia e desconforto nos ouvidos.

Em 2019 – foi publicado o segundo artigo associando o bruxismo de vigília à enxaqueca, e o uso do DIVA® para controlar as crises. Enquanto isso, cerca de 700 pacientes já haviam se beneficiado com o tratamento.

Entre 2018 a 2021 – Mais de 200 especialistas em dor orofacial foram formados e habilitados na aplicação do protocolo LIVA e no uso do DIVA®, em pacientes com dor orofacial, cefaleia e enxaqueca.

De 2016 a 2022 – a LIVA alcançou o número de 2000 pacientes que se beneficiaram do tratamento LIVA, com uma taxa de sucesso de mais de 80% na redução da dor.

Resultado do DIVA® – Conquistas do Tratamento LIVA

Resultado do DIVA® – Conquistas do Tratamento LIVA

Os estudos acerca dos resultados do DIVA® foram apresentados nos maiores congressos de dor, DTM e cefaleia do mundo. Como:

  • Academia Francesa de Dor Orofacial em Bordeaux (2018);
  • Congresso mundial de dor da IASP em Boston (2018);
  • Congresso europeu de dor – EFIC em Valência (2019);
  • Congresso mundial de cefaléia -IHS em Dublin (2019);
  • Congresso europeu de dor Orofacial – EAOPD em Amsterdam (2019)

 

Prêmios do DIVA®:

  • Prêmio de pesquisa mais importante da Europa em 2019, no congresso da academia europeia de dor orofacial em Amsterdam;
  • Em fevereiro de 2022, a inovação do tratamento foi premiada com a concessão da patente nos EUA.

Este último foi um verdadeiro marco no tratamento dos pacientes com dor orofacial, disfunção da ATM, cefaleias, otalgias e bruxismo.

Conclusão sobre a história do Tratamento LIVA

 

O bruxismo diurno pode trazer consequências para a sua saúde como cefaleias, disfunções na ATM, além de sintomas como dores na face, sensibilidade dentária, estalos na mandíbula, zumbido no ouvido, entre outros problemas.

O protocolo LIVA se transformou no tratamento mais eficaz para controlar o bruxismo diurno.

De forma não medicamentosa, totalmente reversível e sem contra indicações, esta inovação terapêutica está sendo considerada um marco no cuidado do paciente portador de dores de cabeça e da face.

Além disso, nossos profissionais credenciados são os únicos habilitados a indicar e terem acesso ao DIVA®.

Portanto, converse com um dos nossos especialistas, eles estão pelo Brasil.

 

Ficou alguma dúvida sobre o tratamento LIVA e o DIVA®? Entre em contato conosco que teremos o prazer em atendê-lo!

 

Artigos Relacionados

Precisa de ajuda? Converse Conosco