Dores de cabeça ao acordar: Veja algumas possíveis causas

*Texto revisado pelo Dr. Guilad Weil, especialista em dor orofacial e parceiro LIVA.

Se você está se perguntando: “Por que acordamos com dor de cabeça?”. Saiba que há muitos motivos para isso acontecer.

Como, por exemplo, posição errada ao dormir, travesseiro e colchão inadequados, ou transtornos mais graves como apneia do sono, insônia, refluxo, bruxismo, problemas de vista, entre outros distúrbios noturnos.

Acordar com dor de cabeça ou cefaleia – como também é chamada – não é normal e pode significar que o seu sono não foi tão tranquilo assim.

Veja as 4 causas principais, logo abaixo!

 

1. Distúrbios do Sono

Segundo o especialista em dor orofacial e parceiro do tratamento LIVA, Dr. Guilad Weil, distúrbios do sono são os maiores causadores das dores de cabeça ao acordar.

Quem tem insônia, apneia do sono, entre outros distúrbios que acontecem nesse período, estão mais suscetíveis às cefaleias.

A falta de sono reparador (sono profundo) influencia a maneira como o cérebro interpreta as dores.

Alguns tipos mais comuns de distúrbios do sono são:

  • Insônia

A insônia tem como principal característica a dificuldade em adormecer, geralmente quem sofre desse mal são pessoas com estresse, ansiedade e tensão, ou até mesmo a depressão.

Se for diagnosticada uma insônia motivada por circunstâncias emocionais, uma consulta ao psicólogo e até mesmo medicamentos indutores do sono podem melhorar o quadro do paciente.

  • Apneia obstrutiva do sono

A apneia do sono é o impedimento parcial ou total da passagem de ar pelas vias respiratórias. Ou seja, uma parada momentânea ou superficial da respiração, podendo causar roncos, logo, prejudicando a qualidade do sono.

Esse distúrbio pode fazer com que a pessoa acorde várias vezes durante a noite, e assim não consiga descansar completamente, trazendo cansaço e fazendo com o paciente acorde com a cabeça doendo.

O ronco pode ser sinal de que esteja ocorrendo algum tipo de apneia.

Para identificar se há distúrbios do sono – se ocorre algum tipo de apneia – é realizado um exame chamado polissonografia, onde vários parâmetros do sono são monitorados, para um diagnóstico correto.

De acordo com o Dr. Guilad Weil, se for diagnosticada uma apneia – dependendo do grau – o tratamento pode ser feito com o uso de aparelhos intra orais ou o uso de um aparelho para facilitar a passagem da respiração (Cpap).

Em casos mais avançados pode ser necessário recorrer a cirurgia.

Para melhorar a qualidade do sono, o paciente pode ser orientado a praticar exercícios físicos, diminuir um possível sobrepeso, manter uma dieta equilibrada, com chá de maracujá, camomila, entre outros alimentos relaxantes, além seguir as recomendações do protocolo da higiene do sono.

Leia também: Alimentos e dor de cabeça: qual a relação?

 

2. Bruxismo

Existem dois tipos de bruxismo, o mais conhecido é o bruxismo do sono, caracterizado pelo ranger dos dentes, porém também há o bruxismo diurno (ou de vigília) que consiste no apertamento ou encostamento constante dos dentes durante o dia.

Veja abaixo como cada um deles pode causar a sua dor de cabeça matinal.

  • Bruxismo do Sono

O ato inconsciente de ranger ou apertar os dentes enquanto se está dormindo pode desgastar a arcada dentária e causar dores musculares pela face.

Por causa da força exagerada dos músculos e a carga nas articulações temporomandibulares (ATM), o indivíduo pode acordar com dor de cabeça.

Para diminuir os danos sobre os dentes – e aliviar a carga sobre as articulações – pode ser recomendado a confecção de uma placa de acrílico.

  • Bruxismo de vigília

O bruxismo de vigília é um hábito bastante comum na população e é caracterizado pelo apertamento ou encostamento – por vezes despercebido – das arcadas dentárias.

Esses episódios podem acontecer durante atividades rotineiras que exigem atenção e concentração, ou durante períodos de ansiedade, inclusive interferindo indiretamente no sono.

Seja na frente da TV, no computador, trabalhando ou em momentos de estresse, você pode estar “bruxando” sem ao menos perceber.

Por causa das contrações musculares na região cervical e da face, (como o temporal e o masseter), no final do dia o seu descanso muscular pode não ser o mesmo.

O bruxismo de vigília pode fazer com que você tenha dores de cabeças e na nuca, frequentemente ao acordar.

Para reverter esse hábito é preciso ter um acompanhamento com um especialista em dor orofacial que identificará a causa do problema, e assim, tratará em conjunto com outros profissionais da saúde, como psicólogos, neurologistas e etc.

Como tratar? 

O Tratamento LIVA tem sido um referencial na intervenção do bruxismo de vigília, com profissionais especialistas em dor orofacial.

Além de atuar no controle do distúrbio, o método único da LIVA propõe-se a reeducar o cérebro para que ele deixe de praticar os movimentos de bruxismo e reverta alguns hábitos nocivos.

Para alcançar esse resultado é usado o DIVA®, dispositivo criado pelo Dr. Alain Haggiag, após 15 anos de pesquisa. O tratamento, tem mostrado resultados satisfatórios em cefaleias do tipo tensional que são causadas pelo bruxismo de vigília.

 

3. Travesseiro errado

Dor de cabeça ao acordar pode significar que seu travesseiro não está adequado para você. Outro fator que também pode estar relacionado é a posição errada na hora de dormir.

Assim como o ​colchão​, o travesseiro deve ser escolhido com bastante cuidado. Isso porque ele não é um mero apoio para a sua cabeça.

Sem uma estrutura adequada, o travesseiro pode ser responsável por dores como: cervicalgia, cefaleias, torcicolos, entre muitas outras.

O travesseiro deve ser usado de forma correta para dar apoio a cabeça e a região cervical, evitando assim, causar tensão muscular no pescoço e na cabeça.

Como escolher um travesseiro?

O travesseiro ideal deve dar apoio à cabeça e à região cervical, não aos ombros. O ideal é que ele seja trocado a cada dois anos. Entre os braços e as pernas também é indicado um travesseiro para dar apoio ao corpo.

Evite os extremos: muito duro, muito mole, muito alto ou muito baixo. Neles, a cabeça fica em uma posição que inclina a coluna, deixando-a fora do eixo natural e provocando dores.

 

4. Problemas de vista

Problemas na visão também podem fazer o paciente acordar com dores de cabeça.

Segundo especialistas, forçar as vistas faz com que os músculos localizados na região craniana, principalmente ao redor dos olhos, sejam tensionados, e assim, provocando cefaleias.

Dores de cabeça por esforço visual podem se distribuir em diversas partes, mas principalmente na região frontal, próximo às sobrancelhas e testa.

Pessoas portadoras de miopia, astigmatismo e hipermetropia tendem a ter cefaleias mais facilmente, se essas desordens não forem tratadas de forma correta.

O uso de óculos de grau incorreto, também, pode resultar nas dores de cabeça. É aconselhado se fazer consultas anuais com o oftalmologista, para verificar se não houve mudança de grau.

Para reduzir o cansaço dos olhos é recomendado:

  • usar óculos de grau correto, (quando houver indicação de uso);
  • evitar contrastes intensos de luz;
  • evitar ler deitado, pois pode forçar a musculatura cervical;
  • evitar ler em locais com pouca luz.

 

Outros motivos para acordar com dor de cabeça

  • Pressão arterial: por causa da dilatação dos vasos, os músculos ficam tensionados;
  • Sinusite: também pode ser um dos motivos, já que o muco nasal se acumula nos seios da face durante a noite, ocasionando dores de cabeça ao se levantar pela manhã;
  • Síndrome das pernas inquietas: mantém o cérebro em estado de alerta, devido aos espasmos contínuos.

 

Conclusão sobre dores de cabeça ao acordar

Além desses fatores apresentados, é comum ocorrer dores de cabeça constantes quando o indivíduo faz uso de álcool e medicamentos de forma excessiva, no dia anterior. Além disso, diabetes e até mesmo hérnia de disco podem influenciar nas dores.

Vale lembrar que ao tratar as cefaleias matinais, você terá noites mais tranquilas, além de reduzir as chances de desenvolver distúrbios do sono.

Dessa forma, você garante mais disposição para trabalhar, aumento da produtividade, além de melhorar o humor e trazer dias mais leves.

Portanto, se você tem dores de cabeça todos os dias ao acordar, está na hora de procurar um especialista para que ele possa te ajudar a ter noites de sono com mais qualidade!

Caso você desconfie que suas dores de cabeça estão relacionadas com o bruxismo de vigília, entre em contato com a LIVA.

 

 

Artigos Relacionados

Precisa de ajuda? Converse Conosco