fbpx
Quais são e para que servem os músculos do rosto?
setembro 10, 2019
Automassagem para relaxar e melhorar a concentração
setembro 11, 2019
Exibir tudo

Dor de cabeça e tensão: entenda essa relação

A dor de cabeça está mais presente na vida das pessoas do que se pensa, segundo pesquisas em média 90% da população mundial vai senti-la pelo menos uma vez na vida.

A dor de cabeça ou cefaleia, como também é conhecida, é considerada uma das dores mais incapacitante do mundo, o que leva muita gente a não conseguir desempenhar as suas atividades (profissionais, sociais, familiares) com facilidade.

O que pouca gente sabe é que existem mais de 150 tipos diferentes de dores de cabeça e a mais comum é a dor de cabeça tensional.

Vamos mostrar nesse post como a dor de cabeça e a tensão estão relacionadas e quais medidas podem ser tomadas para evitá-la.

Dor de cabeça, mal mundial

Segundo dados da Sociedade Brasileira de Cefaleia, mais de 95% das pessoas sofrem de dor de cabeça no Brasil. Na maioria das vezes, este incômodo é pouco frequente, não incapacitante e não requer um tratamento específico. No entanto, o quadro muda quando a dor se torna praticamente diária. Neste caso, é necessário investigar a causa destas dores crônicas, já que o impacto no dia a dia e na qualidade de vida se torna determinante.

No Brasil, em média, 7% das pessoas sentem dor de cabeça quase que diariamente.

Os números exigem atenção e cuidado

A tensão é um dos principais fatores para a manifestação da dor de cabeça, e a cefaleia, por sua vez, é uma das causas que mais levam pessoas aos postos de atendimentos e prontos socorros, sendo que as mulheres são as que mais sofrem desse mal.

Em média 70% delas se queixam de cefaleia pelo menos uma vez ao mês, enquanto os homens mantêm uma taxa de 50%.

Mas, a informação mais preocupante é em relação à dor de cabeça crônica: mais de 13 milhões de brasileiros sentem dores durante 15 ou mais dias do mês. Isso significa que somente no nosso país, mais de 13 milhões de pessoas têm suas atividades prejudicadas em decorrência da dor de cabeça crônica durante, pelo menos, metade do mês.

Preocupante também é saber que, infelizmente, uma boa parte dessas pessoas se automedicam com analgésicos, relaxantes musculares ou anti inflamatórios o que a longo prazo pode trazer problemas ainda maiores. A medicação, de qualquer tipo, deve ser feita apenas mediante prescrição médica, ao descobrir qual a real causa da dor e nunca por conta própria.

A dor de cabeça tem vários gatilhos e a tensão parece ser um dos mais importantes originando a cefaleia tensional.

As causas da dor de cabeça e tensão

A maioria das pessoas anda num ritmo tão acelerado e estressante que não percebe que suas atitudes habituais e suas tensões, podem ser as causas da dor de cabeça.
De fato, o estresse emocional, a concentração, a ansiedade podem desencadear hábitos, muitas vezes inconscientes, como o Bruxismo, levando a dores na região da face e da cabeça.

A cefaleia tensional é o tipo mais comum de dor de cabeça entre a população e é em alguns casos bem incômoda.

Dificilmente a dor tensional impede que a pessoa exerça suas atividades, mas, em alguns casos pode prejudicar a sua produtividade e a sua qualidade de vida.

Um dos hábitos mais comuns em paciente portador de cefaléia tensional é o chamado “bruxismo de vigília”. Assim, pessoas sob tensão emocional tendem a apertar os dentes inferiores contra os superiores durante os seus afazeres diários, de forma inconsciente, levando a uma sobrecarga muscular na região da cabeça e da face gerando desconforto e dor.

O grande problema está no fato da pessoa não perceber que está agindo dessa forma: apertando os dentes. Ou, se percebe, geralmente acha que só acontece durante o sono.

Dessa forma, ela não atenta para o fato da sua dor de cabeça e tensão estar sendo desencadeada pelo seu comportamento ou por um conjunto de hábitos.

Quais são os sintomas da dor de cabeça tensional?

Na maioria das vezes, a dor de cabeça e tensão se manifesta numa espécie de peso ou aperto, bilateral, na testa, na nuca, nas têmporas, na face ou na parte de cima da cabeça.

A dor é considerada leve ou moderada e sua duração é bem variada, podendo permanecer por horas ou dias consecutivos.

Pode ser dividida em dois tipos:

Dor de cabeça tensional episódica

As episódicas são as mais comuns e chegam a acometer até 87% da população geral que sofre com dores de cabeça e tensão.

São dores moderadas e geralmente não deixam a pessoa incapacitada para desenvolver suas atividades, mas podem ser bem incômodas e desconfortáveis.

Dor de cabeça tensional crônica

Os sintomas das dores de cabeça tensional episódica ou crônica são os mesmos.

Mas, passa a ser considerada crônica quando apresentam caráter problemático e incômodo e ocorrem em mais de 15 dias por mês.

Aproximadamente, 13 Milhões de pessoas apresentam a cefaleia crônica no Brasil.

Tratamento para a dor de cabeça e tensão

Práticas de relaxamento ajudam, bem como correções de postura e hábitos que predispõem à dor.

Na maioria das vezes, o médico receita um analgésico para ajudar a diminuir as dores.

Hoje, é possível encontrar no mercado, soluções inovadoras, simples, baratas e não medicamentosas que ajudam de forma expressiva as pessoas que têm dores de cabeça e tensão relacionadas ao bruxismo, como o Tratamento LIVA.

Uma solução que tem uma taxa de sucesso de 80% em apenas 30 dias por meio de uma solução reversível e não invasiva

Não é mágica, é tecnologia! Entre no nosso site e conheça mais a respeito.

Precisa de ajuda? Converse Conosco