fbpx

Como ter dias mais leves e aproveitar a vida em família?

Tipos de Dores de Cabeça e suas causas
setembro 10, 2019
8 Dicas para reduzir o cansaço no final do dia
setembro 10, 2019
Exibir tudo

Como ter dias mais leves e aproveitar a vida em família?

A rotina cada vez mais corrida e as exigências que não param de “pipocar” ao longo da semana cobram a sua conta. Com tanta correria, o corpo começa a dar sinais de que não vai bem: dores de cabeça frequentes, crises de ansiedade e de choro sem motivo aparente, dificuldades para dormir, dores musculares e até problemas gastrointestinais podem surgir.

Vivendo em estresse profundo, muitas pessoas reclamam que sentem como se estivessem apenas “sobrevivendo” ao invés de viver. E, é claro que, diante de todas essas exigências, aproveitar a vida em família é algo que se torna cada vez mais difícil.

A boa notícia é que existem maneiras de sair desse círculo vicioso e conseguir relaxar, ser mais feliz e viver melhor. Quer saber como? Continue a leitura!

Entenda quais são suas prioridades

Não é por acaso que as mulheres são as que mais sofrem com estresse e ansiedade. Cuidar da carreira, dos afazeres domésticos e da criação dos filhos, na grande parte das vezes, acaba sendo apenas obrigação delas.

E o resultado são mulheres cansadas, estressadas, ansiosas e depressivas. Esse parece um quadro desesperador? Fique calma, porque existem formas de desafogar a rotina. Entender o que é prioridade na sua vida pode lhe ajudar a organizar melhor os seus dias, sobrando tempo para o que é realmente importante.

Será que você precisa trabalhar tanto assim? Se não atingir determinada meta na empresa, o que de pior poderá ocorrer? Não existem formas de “desligar” durante o final de semana sem se cobrar por isso?

Muitas vezes passamos o nosso “limite” por pressões externas ou por perfeccionismo. Acabamos trabalhando além da conta para sermos vistos como bons profissionais pelos outros ou para conseguirmos determinado cargo que a sociedade espera de nós.

Você pode tentar entender o que está lhe impedindo de ser feliz e livrar-se dessas amarras. Para isso, faça um balanço interno e entenda quais são suas prioridades, deixando de lado as opiniões e as expectativas alheias.

Se está muito difícil programar a agenda, uma dica é dar nota às atividades de acordo com o grau de prioridade. Dessa forma, você evita se dedicar às tarefas que não são interessantes para o seu objetivo de vida ou não lhe tragam retorno.

Curta a sua família

Aproveitar a vida em família é uma das melhores maneiras de reduzir o estresse e a tensão. Afinal, estar rodeado de pessoas que nos amam e que torcem pela nossa felicidade faz bem para a mente e para o corpo.

As obrigações do cotidiano podem acabar nos afastando do seio familiar e tornando difícil o diálogo e a convivência. Por isso, se você quer fortalecer essa relação, é importante conseguir tirar algumas horas diárias para trabalhar nela.

Não precisa esperar por grandes momentos. Assistir um filme juntos, cozinhar, jogar, passear ou fazer um piquenique são atividades simples mas capazes de aproximar e promover mais diversão para todos.

Aproveite os outros momentos em que está em casa para, realmente, estar presente na vida dos seus familiares. Ou seja, escute o que as pessoas próximas dizem, converse abertamente com elas e confie nos seus familiares.

Crie o hábito de tirar um tempo para você

Costumamos organizar a nossa agenda para dar conta de todos os compromissos, mas quase nunca criamos um compromisso com nós mesmos e nem com a nossa felicidade, não é?

Para começar, separe 15 minutos do seu dia para fazer algo que lhe dá prazer, como: escutar uma música, meditar, ler um trecho de um livro, tomar um café, fazer uma massagem nos pés e assim por diante. Use esse tempo apenas para você e permita se desligar das demais obrigações.

Conforme você for respeitando esse tempo, vá ampliando os minutos. Assim, você passará a entender que esse é o seu momento do dia e não marcará nenhuma outra obrigação nesse horário.

Cuidar de si mesmo e da sua felicidade e bem-estar fará uma enorme diferença para a sua saúde física e mental. Esse ainda é um ótimo momento para começar a se descobrir e entender quais são suas preferências e prioridades.

Cuide do seu corpo

O bem-estar mental caminha de mãos dadas com o físico. É difícil ter mais qualidade de vida se o corpo vive reclamando. As atividades físicas são excelentes para liberar a tensão, reduzir a ansiedade e melhorar as dores musculares.

Escolha uma atividade que você gosta e tente realizá-la, ao menos, 30 minutos por dia. Essa também é uma oportunidade para conhecer novas pessoas ou se aproximar mais da sua família.

Que tal chamar os filhos para uma caminhada ou para pedalar no parque? Além de cuidar do seu físico e da sua mente, você ainda estará fortalecendo os laços familiares.

Decida junto daqueles que você ama

Tem uma decisão importante a tomar ou que, de certa forma, influenciará a vida de outros membros da sua família? Então aprenda a incluir as pessoas nas suas decisões.

Essa atitude não precisa ser reservada apenas para as grandes decisões. Até mesmo as pequenas resoluções, como o destino das próximas férias, podem ser tomadas de forma mais unida.

Guardar os problemas, mesmo que seja para poupar aqueles que amamos, não é uma das melhores atitudes, pois esse comportamento poderá ter efeitos contrários dos esperados, até mesmo magoando ou contrariando quem queremos bem.

Seja honesto e crie o hábito de dialogar na sua família. Esse exemplo também será seguido pelos mais novos e, logo, será uma tradição de vocês buscarem auxílio um dos outros, criando um laço de confiança e amizade.

Ajude os seus filhos com o dever de casa

Pode parecer algo simples, mas essa atitude é capaz de aproximar você da rotina e da realidade dos seus filhos, além de transmitir confiança e segurança para eles, estreitando os laços, intensificando a intimidade e criando memórias boas que ficarão por muitos anos.

Acompanhar a vida escolar dos filhos também está relacionado à prestar auxílio nas principais dúvidas ou dificuldades que eles possam ter. Dê suporte à criança sem pressioná-la e coloque-se como um porto seguro para que ela possa lidar melhor com os seus desafios, aflições e inseguranças.

Abrace as pessoas que você ama

Quanto tempo faz que você não abraça aqueles que ama? Se teve de pensar muito, está na hora de rever essa situação. Afinal nada melhor para demonstrar todo o seu carinho e afeto do que abraçando.

Se na sua família isso não é um costume, inicie com atitudes simples, como abraçando os filhos e o companheiro antes de sair de casa para trabalhar. Com o tempo, essa atitude será incorporada pelos demais membros e a aproximação será mais natural.

E, claro, lembre-se de sempre demonstrar carinho nas datas especiais, aproveitando para abraçar, beijar e dizer aos seus familiares o quanto eles são especiais para você.

Desligue o celular

Os smartphones são imprescindíveis na nossa rotina e capazes de nos ajudarem em diversas situações. Mas, infelizmente, estão dificultando a socialização.

O quanto é comum vermos a cena de pessoas reunidas mas que não interagem porque estão mais interessadas na tela do celular do que nos próximos?

Comece dando o exemplo. Desligue o celular por alguns períodos do dia e diga que está fazendo isso para aproveitar melhor a vida e os momentos em família.
Lembre-se que o horário em que você não está trabalhando, como os finais de semana, precisam ser dedicados ao lazer.

Tenha um hobby

Ter um hobby ajuda a “fugir” da rotina e melhorar a nossa autoestima, confiança e bem-estar.

O que você gostava de fazer mas teve de parar devido às demais obrigações da vida? Quais atividades sempre teve vontade de experimentar mas nunca se deu a oportunidade? Aproveite para vivê-las agora.

São muitas as possibilidades como: escrever, pintar, dançar, cozinhar, fotografar, atuar, etc. Dedicar algumas horas da semana ao seu hobby ajudará a reduzir a ansiedade e diminuir os níveis de estresse, melhorando a conexão consigo mesmo.

Se você não se dedica a nenhum hobby porque não tem tempo livre na agenda, volte ao primeiro tópico deste conteúdo e pense quais atividades são realmente prioritárias. A ideia é mudar o foco e começar a colocar o seu bem-estar e a sua felicidade em primeiro lugar.

Gostou deste conteúdo? Com essas dicas ficou mais fácil aproveitar a vida em família e reduzir o estresse? Compartilhe o nosso post com os seus amigos e ajude-os a ter mais bem-estar!

Precisa de ajuda? Converse Conosco