fbpx

Alimentos e dor de cabeça: qual a relação?

Mulher com uma mão no queixo e outra na cabeça
Mandíbula estalando: entenda os motivos e o que pode ser feito
novembro 23, 2021
Por que o bruxismo é mais comum em mulheres?
Por que o bruxismo é mais comum em mulheres?
dezembro 15, 2021
Exibir tudo

Alimentos e dor de cabeça: qual a relação?

Mulher sentada com uma mão no notebook e outra segurando uma caneca de café com leite

Quem sofre de enxaqueca, pode sentir pressão, pontadas e latejamento na cabeça. Isso pode ser ocasionado por estresse, gatilhos emocionais, tempo seco, qualidade do sono ruim, mudanças hormonais, entre outras variações.

Porém, uma revisão de 180 estudos realizados nos EUA identificou a associação das enxaquecas com hábitos alimentares.

De fato, algumas substâncias que compõem certos alimentos podem ser gatilhos para as dores de cabeça.

Se você identificar que a sua enxaqueca é provocada por certos alimentos, pode ser mais simples de tratá-la. 

E você pode encontrar a causa entre algumas das opções aqui! Então continue a leitura!

O que é enxaqueca?

A enxaqueca é uma doença cujo sintoma é a dor de cabeça, e é considerada multifatorial, ou seja, pode ter inúmeras causas. 

Em alguns casos a enxaqueca é um sinal de alerta, pode significar uma alteração hormonal, uma mudança repentina na rotina, muito tempo de jejum, uma noite mal dormida, estresse ou até mesmo o consumo de certos alimentos. 

As dores de cabeça do tipo enxaqueca são latejantes e podem vir acompanhadas de sensibilidade à luz, sons e cheiros. Os sintomas podem variar de três horas até três dias. 

Sintomas de enxaqueca:

  • Dores latejante na cabeça, olhos, testa e que se estende para o rosto;
  • Mal-estar;
  • Cansaço;
  • Tontura;
  • Enjoos;
  • Sensibilidade muscular;
  • Sonolência;
  • Irritabilidade;
  • Sensibilidade à luz e ao barulho.

Sabemos que o emocional pode abalar o físico, mas qual a relação dos alimentos com as dores de cabeça? Veja abaixo quais substâncias podem ocasionar esses sintomas e quais devem ser evitadas!

Porque alguns alimentos são gatilhos para a dor de cabeça? 

Ainda não há um senso comum entre os cientistas do por que alguns alimentos desencadeiam enxaquecas. 

Entretanto foi notado que a presença de compostos que promovem a dilatação dos vasos sanguíneos, têm maiores incidências com as dores de cabeça. 

A vasodilatação não é de todo ruim, porém, para as pessoas que apresentam uma predisposição para enxaquecas, pode ser um fator importante. 

Aditivos para preservar os alimentos e realçar os sabores também estão associados ao surgimento das crises, devido a agitação do sistema nervoso que esses itens causam. 

Alimentos que podem aumentar a dor de cabeça

Pessoas que são sensíveis a um tipo de substância, podem desencadear crises de enxaqueca, mesmo com aqueles alimentos que são considerados bons para aliviar as dores de cabeça. 

Confira abaixo alguns alimentos, bebidas e frutas que podem ser gatilhos para as dores de cabeça:

Café

Apesar do café levar a má fama, ele não é o único que pode ser gatilho para a enxaqueca. No caso, qualquer bebida com cafeína pode afetar suas dores de cabeça. 

Outras bebidas com cafeína:

  • Chá preto;
  • Chá verde; 
  • Chá matte; 
  • Bebidas energéticas;
  • Refrigerantes.

Entretanto, há duas maneiras do café causar uma crise de enxaqueca: o excesso e a abstinência. 

Se você tem uma predisposição a enxaquecas, o café – entre outras bebidas com cafeína – pode diminuir o controle sobre a dor, fazendo com que a intensidade das dores seja maior e mais frequentes. 

Além disso, o café em excesso pode aumentar a ansiedade, que também está relacionada com as dores de cabeça

Já na falta dessa substância, há pessoas que podem sofrer de dores de cabeça devido a abstinência da cafeína. Muito comum em quem toma café durante a semana – nos dias que trabalha – mas nos fins de semana não consome a bebida. Nesses casos, o desconforto pode acontecer em até 24 horas, sem a ingestão da dose. 

O recomendado é consumir até 3 xícaras de café por dia, cerca de 400ml a 600ml.

Álcool 

Você deve estar pensando que o álcool só causa enxaqueca durante a ressaca, mas saiba que algumas pessoas podem sentir dores de cabeça logo após uma pequena dose de bebida alcoólica. 

O corpo transforma o álcool em acetato, e há também a possibilidade de substâncias presentes no líquido, como histamina e tiramina, desajustar os neurotransmissores e assim desencadear as crises. 

Bebidas alcoólicas que mais dão dor de cabeça

  • Vinho tinto,
  • Vinho branco,
  • Champanhe,
  • Uísque,
  • Licores escuros,
  • Tequila,
  • Vodca,
  • Cerveja. 

Chocolate

O chocolate também é considerado um grande gatilho para as dores de cabeça. Até porque, além de conter a cafeína, o chocolate tem outros compostos com efeitos estimulantes e vasodilatadores. 

Algumas pessoas têm sensibilidade a essas substâncias e desenvolvem crises de enxaqueca. Segundo o instituto de pesquisa American Migraine Foudation, 22% das pessoas que têm o quadro de enxaqueca, apontam o chocolate como um dos gatilhos.  

Queijos 

Um dos motivos dos queijos estarem nessa lista é o fato de conterem proteínas grandes que são confundidas por agentes agressores e atacadas pelas defesas do organismo, gerando assim as crises de enxaqueca. 

Porém, assim como o vinho tinto, o queijo também possui tiramina, que devido a fermentação acaba aumentando os seus níveis circulantes  e favorecendo o surgimento das dores de cabeça. 

Os queijos amarelos são os que mais contém essas substâncias, portanto evite parmesão, cheddar, gorgonzola, brie e prefira ricota, cottage e cream cheese. 

Outros produtos lácteos como creme de leite, iogurte e kefir (o que é?) também podem aumentar a intensidade das suas dores. 

Frutas que podem causar enxaquecas 

  • Frutas cítricas (como laranja, abacaxi, uva, acerola, kiwi, maracujá e etc.);
  • Frutas secas (como passas, figos e tâmaras);
  • Melancia;
  • Mamão;
  • Ameixa vermelha;
  • Framboesa;
  • Banana madura; 
  • Abacate. 

Sempre ouvimos que frutas fazem bem para a saúde, porém, para quem tem sensibilidade a componentes presentes em algumas delas, podem acabar se transformando em vilões.

Em um estudo realizado por cientistas brasileiros, foi observado que os participantes com quadro de enxaqueca que foram submetidos a dieta com algumas frutas, tiveram mais crises  que os demais que não tiveram contato com as frutas selecionadas. 

Segundo a experiência, publicada no Pubmed, cerca de 30% dos pacientes tiveram crises após consumir melancia. A explicação vem de que certos alimentos afetam a vasodilatação e o metabolismo, embora o mecanismo por trás disso não seja totalmente claro. 

Porém o que se nota é a presença de tiramina, um aminoácido presente no abacate, abacaxi, framboesa e ameixas vermelhas, que pode explicar as crises.

Outros fatores que podem causar dor de cabeça 

Antes de você começar a cortar vários alimentos das suas refeições, saiba que existem muitos outros motivos que podem levar a crises de dores de cabeça. Como por exemplo:

  • Dormir mal: É muito importante manter a qualidade do sono, afinal de contas, uma boa noite de sono pode evitar o desenvolvimento de dores de cabeças, além de outras doenças e síndromes que podem surgir, devido a falta de descanso para o corpo. 
  • Ansiedade e estresse: É muito comum que transtornos emocionais se estendam para problemas físicos como tensões musculares, gastrites e inflamações. A ansiedade e o estresse são considerados o principal fator em estimular crises de dores de cabeça. 
  • Bruxismo de vigília: O estresse pode favorecer o bruxismo de vigília, que é o apertamento dos dentes e o tensionamento dos músculos faciais e da cabeça, durante o dia. Por causa dessa tensão diária, o paciente pode ter sintomas como sensibilidade dentária, zumbido no ouvido, além de cefaleia de tensão

Como a enxaqueca é tratada?

Existem duas formas de tratar a enxaqueca: usando medidas preventivas e tratando a crise no momento em que ela acontece. 

Durante as crises de enxaqueca você pode fazer compressas frias na testa, massagem, acupuntura, ou até mesmo tomar um banho frio ou quente. 

De forma preventiva você pode analisar quais fatores desencadeiam suas crises, e assim, buscar um especialista que possa ajudá-lo a controlar os sintomas e impedir que se transforme em uma enxaqueca crônica. 

No caso do desenvolvimento do bruxismo de vigília, pode ser usado o Dispositivo Interoclusal de Vigília, chamado DIVA®, que tem como objetivo reeducar o paciente para que ele controle a tensão muscular diurna.

Esse método tem ajudado pacientes a reverterem problemas, como dores na face e na ATM, além de cefaleias relacionadas ao bruxismo de vigília.  

+Para saber mais sobre o tratamento, clique aqui

Conclusão sobre a relação entre alimentos e dores de cabeça

Mesmo existindo compostos que podem ocasionar mais facilmente uma crise de enxaqueca, ainda é difícil determinar o que cada um deve consumir. Pois, os alimentos e bebidas que ocasionam a enxaqueca, podem variar de pessoa para pessoa.  

Para que a análise seja mais certeira, é recomendado que se faça um diário alimentar. Onde você coloca tudo que consumiu durante o dia, e anote quando aconteceram as crises de dores de cabeça. 

Sendo assim, um profissional da saúde poderá identificar quais substâncias sensibilizam o seu organismo e identificar outros fatores associados a estes sintomas.

Ficou em dúvida de qual é o motivo da sua dor de cabeça? Entre em contato com os profissionais da LIVA!

Precisa de ajuda? Converse Conosco